>

SOL

Autor:

Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

O sol nasce todos os dias.

Ou será que, simplesmente, renasce?


Costuma surgir tímido, mas alegre.

Será que alegre por renascer

Ou por voltar a nos ver?


Espalha vida ao redor de si.

E em silêncio, em encantador silêncio.


É uma grande circunferência,

A ensinar que tudo termina onde começa,

E recomeça onde termina.


É amarelo, a cor do ouro, da riqueza.

Mas não se deixa possuir por ninguém.

Caminha em sua trajetória estelar,

Sem pressa, sem atropelos, sem angústia,

Porque sabe que chegará a seu destino.


Nada é mais luminoso que sua luz,

Que nos permite ver e viver.


À noite esconde-se, para namorar a lua,

Deixando-a reinar onde sempre será soberano,

Encantado com a beleza de sua amada.


O sol nasce todos os dias.

E nós?

Voltar