>

PRIVAÇÃO DE SENTIDOS

Autor:

Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Paulo D’Elia

Vai findando a tarde,

Véspera da noite,

Que vem quieta, sem alarde.


Vários erros, alguns acertos,

Sacrifícios que não foram poucos,

Menos ainda os apertos.


Como seria bem-vinda

Uma outra manhã

E a esperança ainda.


A certeza que nada termina,

Só recomeça,

Como incansável bailarina.


O sol, que é enorme,

Só descansa,

Nunca dorme.


Como teu regaço,

Meu pai.

Me dê cá um abraço.

Voltar