>

PRISIONEIRO

Autor:

Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Prisioneiro rebelde de meus pensamentos,

Escravo conformado de minhas emoções.

Só um, entre tão poucos talentos,

Só uma, entre tantas preocupações.


Não consigo parar de pensar

- E isso é uma tolice.

O quê há para ganhar,

A não ser precoce velhice?


O cérebro é o volante,

O coração é o motor.

E, para ir adiante,

O combustível é o amor.


O coração não é capaz de trair,

O cérebro, não raro, se engana.

Para que, então, persistir

Nesta tão triste pavana?

Voltar