>

PALHAÇO

Autor:

Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Você é um palhaço

No circo da vida.

Predador, pensa: caço

E joga para a torcida.


Ri de quê,

Seu coitado?

Quando vê,

Foi enganado.


A mulher que finge orgasmo,

O amigo que te abandona.

E você, sempre pasmo,

Vai correndo dar à lona.


As contas no fim do mês,

A empresa que te explora.

E você, esperando a vez,

Desiste de ir embora.


O vizinho barulhento,

O mecânico sacana.

E você, como o vento,

Busca o pé-de-cana.

O imposto de renda,

O contrato mal-feito.

Você é a prenda,

Com todo respeito.


A igreja que cobra a esmola,

O banco que cobra os juros.

O sapato com buraco na sola:

Você é só perjuros.


A doença que te acomete,

O trânsito infernal.

Chega, você promete,

E se sai muito mal.


O calhorda do guarda

Que te pede documentos.

O castigo nem tarda nem falha,

Para mal dos seus tormentos.


Deixe de ser palhaço,

Compre um circo só para você.

Devagar, sem estardalhaço,

E você sabe bem porquê.

Voltar