>

PALHAÇADA

Autor:

Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Um dia um palhaço triste

Me contou, como chiste,

Que morria no Carnaval.


Todo mundo era palhaço

E ele não era de aço,

Nem feito de jornal.


Arlequins e colombinas,

Vivendo suas tristes sinas,

Com início e sem final.


Todos na maior folia,

Só que ninguém sabia

Que era tudo irreal.


Embebedando a alma,

Corpos sem calma,

Em busca do Santo Graal.


A alegria vazia,

Pura autofagia

Inconsistente, boçal.


Muito melhor a verdade

Que, sem nenhuma maldade,

Pariu o Carnaval.

Voltar