>

MENTIRA

Autor:

Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Difícil viver sem ela.

Ás vêzes necessária e útil,

Outras triste mazela.


Há-as de todo tipo

Desde "estou bela?"

A "como ficou minha lipo?"


Preferíveis as pequenas,

Quase perfumadas,

Sabendo a doces açucenas.


Mas as há cabeludas,

Vis e matreiras

Como as maiores barracudas.


Há as por interesse mesquinho,

Indesculpáveis

Até quando se está sózinho.

Há as piedosas e santas,

Que protegem

Como as boas mantas.


Há as que parecem verdade,

Mas, no fundo, não passam

De simples e pura maldade.


Algumas, de tão mentirosas,

Acabam dizendo a verdade.

São as mais saborosas.


Há, também, as tolas

Que, de tantas camadas,

Assemelham-se a cebolas.


Mas, de todas, a mais forte,

É chamada de vida

Pois, diariamente, vence a morte.

Voltar