>

DOR 2

Autor:

Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Ah essa dor gostosa

Que doi de quando em quando.

Às vezes calma, outras nervosa,

E, aos poucos, vai passando.


Chega sem avisar e sem motivo

E, devagarinho, vai crescendo

De um jeito seu, quase incisivo,

Fingindo que não está doendo.


Não há remédio nem cura,

Só o tempo resolve.

É quase sempre em clausura

Que ela se dissolve.


Pouco adianta a ciência,

Pouco adianta qualquer desvelo.

Já que é só a paciência

Que cura a dor de cotovelo.

Voltar