>

CONVIVÊNCIA

Autor:

Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

A convivência é arte fina,

De muito poucos mestres,

Já que sempre amofina,

Até aos extraterrestres.


Na vida tudo cansa,

Vai perdendo o encanto.

Sobra, claro, a esperança

E cada um para o seu canto.


A paixão é volúvel

E o amor não dá tesão.

Problema insolúvel,

A procura de solução.


O bonito vai ficando feio

E ninguém sabe porquê.

Devagar vem o receio

De tudo virar purê.


Casamento deveria ser contrato

Com prazo de validade.

Já que, quase sempre, é fato

Que raramente deixa saudade.

Voltar