>

ARREPENDIMENTO

Autor:

Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Mais um dia malvivido,

Mais uma noite maldormida.

Meu tempo como um vagido

Em meio a inútil corrida.


Por que nada dá certo?

Por que nada funciona?

Eu me tinha por esperto,

Antes de toda essa zona.


De repente, e foi de repente,

O chão começou a balançar.

Pensei: esqueça, é pra frente

Que se faz necessário caminhar.


O hoje tem um carcereiro:

É o ontem, o quê já aconteceu.

E isso é tão verdadeiro

Que vale para crente e ateu.


Não se pode mudar o quê se fez,

Nem mesmo pelo arrependimento,

Pois quem faz por uma vez,

Fará outra, fará um cento.


Vou me exilar no futuro,

Que o presente me despediu.

Vou mais é construir um muro,

Ficar quieto, não dar nem mais um piu.


E no dia do Juízo Final,

Não vou falar que foi de boa-fé.

Já que tudo ponderado, e afinal,

Não dá pra tratar Deus como mané.

Voltar