VOAR

Autores:


Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Paulo D'Elia

Paulo D'Elia

Às vezes me sinto

Um falcão peregrino.

Um grande labirinto,

Desejos de menino.


Senhor do meu mundo,

Refém do universo.

Profícuo vagabundo,

Em prosa e em verso.


Às vezes tudo se mistura,

Fundem-se as paisagens.

A sombra fica escura,

Acabam-se as miragens.

Às vezes me sinto

Um falcão peregrino.

Um grande labirinto,

Desejos de menino.


As cores, à distância,

São todas iguais.

Qualquer a insistência

De vê-las bem mais.


Se valeu a pena

Ainda não sei.

Vida: teatro de arena.

Vivi, porque amei.

Voltar