VITRINE

Autores:


Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Paulo D'Elia

Paulo D'Elia

Se meu coração fosse vitrine,

Só haveria um manequim:

Você, nua ou de biquíni,

Olhando safada pra mim.


Quero que todo mundo veja

A tua beleza interior,

Meu templo, minha igreja,

Mais quente que o calor.


E ficaria numa esquina,

Virada para o sul,

Quebrando toda rotina,

Em céu mais que azul.


E, no fim da tarde,

Você seria recolhida,

Por mim, todo covarde

E sem outra saída.


Porque depois das seis,

A vitrine é só minha.

Repasto de reis

E sua rainha.

Voltar