VELHO

Autores:


Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Paulo D'Elia

Paulo D'Elia

Quem disse que velho não ama?

O amor desconhece a idade.

Não há monopólio para a chama,

A menos que deixe saudade.


Amor de velho é mais gostoso,

É simples, descomplicado.

Nem um pouco vaidoso,

Só quer mais é ser amado.


Gosta tanto de carinho,

Que se perde no olhar.

Vai entrando, devagarinho,

Como quem volta ao lar.


Nunca se esquece de beijar,

Com as mãos, com os lábios.

É incapaz de enganar,

À feição dos sábios.


Amor de missa plena,

Justifica estar vivo.

Apesar da safena,

É sempre substantivo.

Voltar