TREM

Autores:


Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Paulo D'Elia

Paulo D'Elia

Vou de trem

Pra Maringá.

É que meu bem

Mora por lá.


O trem vai balançando,

Como meu coração.

Está perto, vai chegando

Na última estação.


Já já vou rever

Aquele sorriso.

Aquele jeito de ser

Que me tira o juízo.

Aquele vestido amarelo,

Aquelas tranças com fita.

Aquele olhar tão singelo

Que quase me irrita.


Meu sonho proibido

É fugir com ela.

Amor tão retraído

Que parece novela.


Vou casar na igreja

Quero a benção de todos os seus.

Quero que todo mundo veja,

Eu jurar amor na frente de Deus.

Voltar