SERESTEIRO

Autores:


Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Paulo D'Elia

Paulo D'Elia

Noites de luar,

Violão choroso,

No suave dedilhar

De um mestre garboso.

Canções de um passado

Que nunca fica cansado.

A voz marcante,

Alfaiate das canções.

Eterno viajante

Por nossos corações.

Bigode branco,

Olhar de menino.

Herói sem flanco,

Desde pequenino.

Canções de um passado

Que nunca fica cansado.

Alma de Orlando,

Pose de Noel,

Sempre e quando

Brincava de menestrel.


Canções de um passado

Que nunca fica cansado.


Horas tão plenas,

Tão cheias de vida.

Nem as safenas

Apressaram-lhe a partida.


Cantando pelas estradas,

Como as açucenas,

Tão perfumadas,

Tão plenas.


Vai seresteiro,

De vida nunca vã.

Doce brasileiro,

Chamado Antonio Pan.

Voltar