PRESIDENTE

Autores:


Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Paulo D'Elia

Paulo D'Elia

Vamos logo eleger

Um solerte coronel

Presidente do Brasil.


Fazer nascer

Um rio de mel,

Caudaloso e pueril.


Que todo pagão

Não tem padrinho,

Nem casa pra morar.


Um solerte garanhão,

Que, bem de mansinho,

Venha pra ficar.


Pode ser Rousseff,

Pode ser José

Ou outro nome qualquer.


Precisa é ser bom chef

E nunca um zé mané,

Nem pode ser mulher.

Voltar