PORTA FECHADA

Autores:


Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Paulo D'Elia

Paulo D'Elia

Quando aquela porta se

fechou, eu morri.

Sei que errei,

Sei que traí.

Infringi a lei,

Fui ao chão, caí.

Mas, em todos esses anos,

Foi só uma vez.

E os seres humanos

São como Deus os fêz.

Já pedi perdão,

Já fiz penitência.

Tudo em vão

Sem a tua anuência.


Nem me lembro do nome dela,

Eu tinha bebido além da conta.

Só me lembro do cheiro de canela

E da cabeça girando, girando tonta.


Nosso quarto é o meu altar,

Nossa casa é minha igreja.

Não adianta negar

Nem encher a cara de cerveja.

Em nome de nosso filho,

Eu prometo, eu te juro,

Nunca mais saio do trilho,

Não vou cometer perjuro.

Abra logo essa porta,

Antes que eu enlouqueça.

O mal pela raiz se corta

E o coração diz: esqueça.

Quando aquela porta se fechou,

Eu morri, eu morri, eu morri.

Voltar