PARTIDA

Autores:


Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Paulo D'Elia

Paulo D'Elia

Vou, mas não quero,

Ficar seria tão bom.

O amor nunca é mero,

Nem música sem som.


Te amo alem da vida

E da morte, também.

Espécie de formicida,

Benção sem amém.


O tempo é pouco,

A gaiola é de cetim.

Eu gritando, rouco,

Fugindo do fim.


Me perdoe, me desculpe,

Por partir, ir embora.

É que a vida se esculpe,

A cada dia, cada hora.

Voltar