PARATI

Autores:


Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Paulo D'Elia

Paulo D'Elia

Quando te conheci,

Você, menina ainda,

Na nossa Parati,

Tão bela, tão linda.


Faltou-me o ar.

A orquestra tocava,

Tocava sem parar

E eu, comecei a voar.


Olhar escondido,

Vermelho no rosto.

Sozinho, perdido,

Perdido de dar gosto.


Tua mãe percebeu,

Teu irmão, também.

Um simples plebeu,

Tentando ser alguém.

Onde buscar coragem

Para chegar mais perto?

Agora parece bobagem,

Mas não foi, decerto.


Era um fox,

Tenho certeza.

Cópia xerox

Da delicadeza.


Fim do baile,

Eu tinha que tentar,

Te tocar, braile:

Vamos dançar?

Você sorriu

E disse sim.

Meu medo sumiu,

Não cabia em mim.


Teu coração batendo,

Pertinho do meu.

Meu corpo tremendo,

Não era mais eu.


E ao som

Dessa melodia,

O ótimo e o bom

Fizeram a coreografia.


Dançamos há 20 anos

E outros tantos virão.

Tão provocantes e insanos

Como os bons sempre serão.

Voltar