P J M

Autores:


Intérpretes:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Paulo D'Elia

Paulo D'Elia

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Era uma vez Pedro, João e Maria.

Era uma vez uma cidadezinha no Interior.

Os três cresceram juntos, vivendo as mesmas emoções, participando dos mesmos folguedos.

Era uma vez, uma vez mais, uma história comum de amor.

Do amor que nasce da convivência, do contato fácil, dos mesmos desejos e planos.

João se apaixonou por Maria – que se apaixonou por João.

No dia em que, um pouco envergonhados, contaram a Pedro, ele sorriu, surpreso e se disse feliz.



O amor de João e Maria,

Simplesmente aconteceu.

Nascido no dia a dia

E embalado pelo liceu.


A princípio envergonhado,

Feito de olhares e sorrisos.

Quase mudo de tão calado,

Remetendo a surdos paraísos.


Pedro era seu assunto favorito,

O querido amigo, sempre presente.

E, alem de tudo, tão bonito,

Tão amável, tão gente.

Meu amor por Maria,

Nunca foi de irmão.

Hoje, é fingir alegria,

Por ela e por João.


Que vida ingrata

Que triste acontecer.

Me sinto um vira-lata,

Que não soube perceber.


Marcaram o casamento

E eu sou o padrinho.

Ocultar meu tormento,

E morrer devagarinho.

Voltar