MORENA

Autores:


Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Paulo D'Elia

Pan

Morena sestrosa,

Venha logo pra cá.

Deixe de tanta prosa,

Pare de ser tão má.


Carcereira do meu coração,

Feitora dos meus pecados,

Cumpra sua obrigação:

Trate bem desse condenado.


Senhor, que quadris,

Que olhar de anjo.

Foi só por um triz,

De quem é esse arranjo?


Essa doce malemolência

Me deixa louco.

Desse pecado a reincidência,

Até que muito seja pouco.


Case comigo, pelo amor de Deus,

E não me diga não.

Prometo cuidar dos seus,

Se você me der sua mão.

Voltar