MANHÃ
TRISTE

Autores:


Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Paulo D'Elia

Paulo D'Elia

Numa manhã triste,

Soturna, descolorida,

O tédio em riste,

A esperança fugida.


Viajando por mim

Cheguei onde não devia.

Simples assim:

Fingi que não sabia.

Ninguém vive sozinho,

Não vale a pena

Morrer devagarinho,

Ir saindo de cena.

Um é menos que meio,

Dois é um ao quadrado.

Não é nada feio

Ter alguém amado.


Bom é olhar de lado,

Estender a mão,

Tocar o ser amado

Com os olhos do coração.

Voltar