JUROS BISONHOS

Autores:


Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Paulo D'Elia

Paulo D'Elia

Empreste-me teus sonhos,

Te pagarei em amor.

Os juros serão bisonhos,

Mas nunca perderão valor.


Vamos enganar a morte

Pois a vida não tem limites,

Não requer passaporte

Nem dá valor a palpites.


A correção não será monetária,

Nem haverá protestos.

A paixão há de ser diária,

Composta por olhares e gestos.


Será proibida cobrança

De toda espécie de multa.

Não se exigirá fiança

Nem garantia que insulta.


Para que contrato

Com duas testemunhas,

Se vou pagar no ato,

Como antes propunhas?

Voltar