IMUNIDADE

Autores:


Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Paulo D'Elia

Paulo D'Elia

Andei pensando em você.

Assim, sem razão, sem porquê.


Não é que esteja errado,

E, também, não é pecado

Ficar cego de saudade,

Perder toda imunidade.


Amar demais costuma não ser bom.

É que o amor calado, sem som,

Cresce sempre e tão demais

Que sempre traz alguns ais.


Mas não me arrependo,

Porque continuei sendo

Quem sabe o quê quer,

Amante de uma só mulher.


Você nem sabe que existo,

Não obstante, persisto.

Amar não é opção, desejo,

Vítima que é do ensejo.


Andei pensando em você.

Assim, sem razão, sem porquê.

Dê o play para ouvir o áudio

Voltar