FUTURO

Autores:


Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Paulo D'Elia

Paulo D'Elia

Quase sempre o futuro

Esconde-se no passado.

Nunca nasce maduro,

Nem é simples fado.


Mas, o passado, também,

Se esconde no futuro.

Já que todo mundo tem

O seu lado só escuro.


O presente é a balança

Entre o que somos e seremos.

Nem sempre se alcança

O meio entre os extremos.


Somos o que fomos

E o que viremos a ser.

Entre quandos e comos,

Só nos resta viver.

Voltar