FLORES

Autores:


Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Paulo D'Elia

Paulo D'Elia

Teu perfume de açucena,

Ainda que dama da noite,

Te faz longe de pequena

Quer de dia quer de noite.


Teu porte de gardênia,

Suavidade de camomila,

Só me resta pedir vênia

E ficar quieto na fila.


Tuas palavras, como a mirra,

Se espalham pelo ar.

Vermelhas como o cravo com birra

Da rosa que não sabe amar.

Tuas mãos, como o jasmim,

Espalhando doce aroma.

Teu olhar, alecrim,

Bacharel sem diploma.


Tuas pernas, como o lírio,

Tão brancas, tão puras.

Santas como o Círio,

Convidando a aventuras.


Teus lábios de camélia,

Teu corpo de glicínia.

Encontrei minha Amélia

De sobrenome, Virgínia.

Voltar