CORINGA

Autores:


Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Paulo D'Elia

Paulo D'Elia

No jogo da vida

Quem tem coringa não se aperta.

Dure o que durar a partida,

A vitória é quase certa.


Família é trinca de ases,

Bater é quase um soneto.

Quatro reis e fazes

Deles um amuleto.


Sorte é três vermelho:

Multiplica tudo que toca.

À feição do bom conselho,

Te faz ganhar na troca.


Os amigos são canastra,

Jogo que está pronto.

Valem por pilastra,

Em qualquer confronto.


Meu coringa é você,

Até o fim do meu jogo.

E todos sabem porquê:

Ninguém brinca com fogo.

Voltar