CHORAR

Autores:


Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Paulo D'Elia

Paulo D'Elia

Preciso chorar um pouco mais,

Que chorar faz bem.

Aprender, com os samurais,

A desprezar o desdém.


Um choro aberto e limpo,

Cada lágrima uma dor.

Pepita de garimpo,

Amarela de amor.


Chorar é remédio santo,

Sem contra-indicação.

Quase sempre é do pranto

Que nasce a canção.


Quem chora renasce,

Rega sua alma.

Uma lágrima na face

Que aquece e acalma.


Chorar de tristeza,

Chorar de alegria.

Falsa fantasia,

Vestida de beleza.

Voltar