ADIANTA

Autores:


Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Paulo D'Elia

Paulo D'Elia

De que adianta ter uma rosa,

Se só se vê os espinhos?

De que adianta, a mulher formosa,

Ser avessa a carinhos?


De que adianta ter dinheiro,

Se não se sabe usar?

De que adianta ser o primeiro

E nunca chegar?

De que adianta ser bonito

E confiar só na beleza?

De que adianta fazer o prescrito

Se nunca se tem certeza?


De que adianta ter saúde

E fantasmas na cachola?

De que adianta belo ataúde

A impenitente carola?


De que adiantam tantos “eus”,

Se somos sempre “nós”?


Mas adianta pensar em Deus,

Que nunca nos deixa sós.

Voltar