A MALA

Autores:


Intérprete:

Júlio dos Santos Oliveira Jr.

Paulo D'Elia

Paulo D'Elia

Ele vivia com as duas.

Ela ficou sabendo.

Andava pelas ruas,

Quieta, sofrendo.


Ele chegou de noite

E disse que ia sair.

Doeu como açoite,

Não dava pra fingir.


Ele tomou banho, pos perfume

E telefonou pedindo uma pizza.

Ao peito logo veio o ciúme,

Ela não ia assistir na frisa.


Ele desceu à portaria

Para buscar a encomenda.

No fundo ela sabia

Como findaria a contenda.


Ao voltar ele sorria.

Ela, com o 38 na mão,

Fez o que queria:

Ele não ia sair mais, não.


Aí surgiu o problema:

Como tirá-lo do apartamento?

Resolveu logo o dilema,

Questão simples de talento.


Cortou-o em pedacinhos

E pos na mala de viagem.

Pensou nos vizinhos

E fez cara de paisagem.


O castigo era merecido.

Por não mais amá-la

E não controlar a libido,

Acabou dentro da mala

Voltar